Três dicas fáceis para engajar seu perfil no Instagram e crescer organicamente

O Instagram é a rede social mais bombada dos últimos anos. Desde que a plataforma começou a oferecer mais ferramentas de interação — stories, possibilidade de lives e os recentes Reels e Cenas — os usuários tem encontrado nela não apenas um entretenimento, mas uma possibilidade de criar conteúdo e transformar o perfil em uma fonte de renda. 

No Brasil, a relevância do Instagram é ainda maior, visto que o país é o terceiro em número de usuários, somando mais de 69 milhões, o que o faz ficar atrás apenas de Índia e Estados Unidos. “Seja na marca pessoal ou comercial, estar inserido nessa rede social é um item indispensável para atrair anunciantes e assim começar a rentabilizar o perfil”, aponta o especialista em tecnologia e redes sociais Bruno Maciel.

Para construir um perfil atrativo o suficiente para que marcas e patrocinadores decidam anunciar, o especialista aponta que a conta precisa atender alguns requisitos mínimos de engajamento orgânico. Para alcançar essas exigências, alguns passos e adequações de conteúdo podem ser necessárias.

Entenda sua audiência

Quem consome a seu conteúdo? Qual a faixa etária? Quais as preferências? Essas devem ser informações que precisam estar claras para o criador de conteúdo ou marca. “É a partir do conhecimento da persona que é possível traçar uma linha de conteúdo coerente e dar aos seguidores o que eles de fato querem ver. Esse alinhamento se traduz em mais engajamento e, por consequência, mais patrocínio”, elucida Bruno Maciel. 

Bruno Maciel /Reprodução / MF Press Global

Perfil atrativo e conteúdo relevante

Para o crescimento do Instagram, ter um perfil com mensagem clara e direta é uma forma dos usuários identificarem e entenderem qual o viés do seu conteúdo. “Invista em uma biografia que traduza a sua marca pessoal ou serviço. Essa ideia precisa ser simples e memorável, de forma que a pessoa que consome consiga pesquisar e localizar com facilidade”, recomenda o especialista. 

De acordo com Bruno Maciel, é preciso ainda produzir conteúdo que agregue valor ao usuário — seja ele educativo ou para entretenimento. “O ideal é criar conteúdo relevante em cima das dores e necessidades da pessoa que consome o seu perfil”, orienta.  

Interação

Crie uma relação com seu seguidor, de forma que você quebra a quarta parede, ou seja, a tela. “Dessa forma a pessoa que te segue terá um apego emocional com a sua pessoa e o seu conteúdo, de forma que será um potencial compartilhador do perfil e vai ajudar a atrair organicamente mais pessoas para a sua rede”, garante Bruno Maciel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *