Tendências gringas que devem desembarcar no verão brasileiro

Foto: Divulgação

Com a flexibilização das restrições impostas para conter o avanço do coronavírus em todo o mundo, os desfiles foram retomados na Europa e nos Estados Unidos, anunciando as principais tendências para o verão brasileiro 2021. As composições e peças exibidas nos shows de moda europeus foram confirmadas nesta semana no desfile da Gucci: Love Parade.

          Uma ode à Hollywood, a coleção da marca, que comemora 100 anos, não poderia ter sido exibida em outra locação: Hollywood Boulevard, em Los Angeles. Revisitando as tendências exibidas nos desfiles parisienses no último mês, a Love Parade trouxe  brilho, paetês, plumas e cores saturadas, como o pink e o verde limão.

          Para os vestidos, as modelagens são fluidas, com tecidos leves e costas nuas, lembrando a era das melindrosas, em que as peças abusavam das rendas, só que desta vez, com muita (muita!) malha metálica, além de plumas e, claro, flores. Outra referência à época, está nos kimonos que, na nova passagem pelas passarelas, traz estampas remetendo à temas místicos como a astrologia, exibida na semana de moda de Paris, pela Monoki.

          Nas peças mais estruturadas, o cetim está presente trazendo o brilho e conferindo estrutura a bojos em peças como vestidos, bralettes e blazers oversized. A modelagem “grandona” tem mantido seu lugar nas últimas coleções por ter sido icônica nos anos oitenta. Na releitura das peças estilo 80’s estão presentes as capas mais fluidas e os blazers das marcas de Bottega Veneta e Balenciaga.

          Para a consultora e designer, Juliette Longuete, a casa de moda italiana é uma das que mais marcou presença nas semanas de moda. A francesa radicada em Nova York já teve suas coleções vendidas em mais de 150 lojas nos Estados Unidos, incluindo nomes como a consagrada Saks Fifth Avenue e a Bloomingdales. Ela acredita que  as brasileiras devem se sentir mais atraídas pela mistura do oversized com peças mais ajustadas ao corpo.  “As marcas mais urbanas e jovens trazem as modelagens maiores, que podem assustar um público mais conservador, mas oferecem incríveis oportunidades para composição junto com peças mais justas, com as da tradicional Yves Saint Laurent”, completa Juliette.

          As altas temperaturas do verão brasileiro também podem favorecer outra tendência forte dos desfiles europeus: o bralette. O sutiã confeccionado apenas com tecido, sem estruturas rígidas, como as tradicionais barbatanas ou espuma, está presente nos looks que vão do casual ao chic. Um dos modelos mais populares deste ano foi a peça lançada pela Prada, feita em jeans.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Conteúdo patrocinado

Essa publicação é de responsabilidade do autor  não sendo de responsabilidade do portal.