Rosalvo Tavares se torna referência do setor de eventos e empreendedorismo no Nordeste

Com Selo Rosa que identifica suas festas e shows, pernambucano expande cada vez mais sua atuação e consolida seu sucesso ao lado dos sócios na produtora Delux

Empreender sempre esteve no sangue do empresário Rosalvo Tavares, um dos proprietários da Delux, que está entre as principais produtoras de evento do Nordeste. O Selo Rosa, que identifica sua marca em festas e shows, é hoje sinônimo de qualidade, inovação e de grandes públicos. Com o objetivo de levar alegria para as pessoas, o pernambucano comemora os mais dez anos de atividade e o sucesso alcançado com muito trabalho e uma visão aguçada para os negócios.

Rosa, como é conhecido, iniciou sua carreira na promoção de eventos ainda com 14 anos e, aos 18, já era responsável por organizar festas com grandes públicos. “Ainda adolescente, de bicicleta, eu comecei a vender ingressos para festivais em Recife. Uma vez esqueci 50 convites no bolso e a calça foi parar na máquina de lavar. Quando avisei na empresa que organizava as festas o que tinha acontecido, eles disseram que eu teria que pagar.
Foi assim que comecei a organizar minhas primeiras festas em condomínios da cidade para conseguir fazer algum dinheiro”, relembrou.
Ao perceber que levava jeito para promover eventos, Rosa, ao lado de um amigo, seguiu realizando festas de música eletrônica cada vez maiores, até conhecer seu atual sócio, Eduardo Trajano, então proprietário da casa noturna The Pub, onde promoveram a primeira festa Delux.

“Recife tem muito apelo para o forró, o pagode e até o sertanejo, mas na época eu queria dominar um nicho em que eu me tornasse referência. Há dez anos a música eletrônica estava em alta, o valor do dólar estava mais baixo e com três anos a Delux já era referência na cidade”.

Rosa, ao lado de seus sócios Trajano e Thiago Wellk, foi responsável por trazer grandes nomes internacionais do cenário eletrônico para o Brasil, entre eles Dimitri Vegas & Like Mike, Above & Beyond e Fatboy Slim. A Delux também trouxe ainda para o Nordeste, no ano de 2015, o DJ Vintage Culture, um dos principais nomes house music brasileira.

“Nós promovemos grandes festas aqui no Nordeste nesse período, como Label Esbornia, Arca de Noé a o Baile do Zeh Pretim. Nós também compramos um festival e criamos nossa segunda marca, a Liquid Sky”. A festa é conhecida nacionalmente como uma dar maiores a céu aberto e reúne mais de 15 mil pessoas todos os anos.

“Esse momento foi outro marco na minha vida, porque com 15 anos eu era fã desse festival, vendia os convites dela, perdi alguns deles como eu já contei, e oito anos depois eu consegui comprar essa mesma festa”, ressaltou.

Selo Rosa
Já sendo uma referência no setor, o empresário decidiu criar um selo com o seu nome, o Selo Rosa, que identifica seus eventos. Nesse momento o pernambucano entrou em novos segmentos musicais, lançando o Baile do Rosa, com grandes nomes do funk brasileiro, entre eles o Dj Dennis e Kevin o Cris.

Seu aniversário, que inicialmente era apenas uma festa entre amigos, também se tornou uma marca em Recife. A Feijoada do Rosa foi crescendo a cada ano, ganhando público e contanto com a presença de artistas renomados nos últimos anos, como a banda Atitude 67, Grupo Molejo e o DJ Pedro Sampaio.

Há três anos foi criado também o Bloco do Rosa, que leva artistas para Recife durante o Carnaval. “Como eu gosto de impactar as pessoas, ajudar o próximo, nós utilizamos o Selo Rosa para identificar também eventos beneficentes, como a Pelada Solidária do Rosa”, completou o empresário.

No primeiro ano de sua realização, o evento possibilitou ajudar 200 crianças carentes de uma ONG. Em 2018 a ação contribuiu para ações voltadas ao “Outubro Rosa”. Já em 2019 foi a vez de colaborar com a causa animal com doações para uma abrigo de cachorros abandonados. No ano passado, com a realização da pelada foram arrecadados R$ 100 mil em cestas básicas que foram entregues aos profissionais que atuam no setor de eventos e estão há mais de um ano sem trabalhar em função da pandemia no novo coronavírus.

“Empreender é isso, é colocar amor em tudo que eu faço. Trabalhar com eventos é a realização de um sonho, minha forma de levar alegria para as pessoas e ajudá-las também da forma que eu posso”, finalizou.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp