Influencers do sexo: Clara do CameraHot fala sobre ser celebridade da webcam

“Como camgirls temos mais liberdade para influenciar sem restrições”, revela Clara

Em um mundo inteiro conectado, o estilo de vida das camgirls do CameraHot tem mudado de forma acelerada. A camgirl Clara fala sobre se tornar “influenciadora do sexo”, com muitos seguidores, se divertindo e ganhando muito dinheiro na internet.

Parte fundamental disso é de procurarmos por um conteúdo adulto mais interativo e, com toda certeza, mais consciente. Sob o olhar de Clara, entenda como.

A nova geração do CameraHot

Por mais que se consolide como uma grande tendência, muitos ainda não conhecem como funciona o “Facebook” do conteúdo adulto. O surgimento de sites de chat de sexo, com transmissões ao vivo e shows, permite que os usuários se conectem com diversas mulheres ao vivo.

O site brasileiro CameraHot tem mais de 800 camgirls online todos os dias, criando conteúdo próprio como em uma verdadeira rede social, mudando completamente para uma dinâmica muito mais próxima que simples vídeos.

Todos os anos o número de usuários cadastrados aumenta e o camming já conquista uma grande parte do mercado. Mas quem está do outro lado?

Influenciadoras no CameraHot

Com a ascensão do conteúdo caseiro e em português, muitas meninas pegaram a onda dessa tendência. De casa, a camgirl Clara liga a webcam para conversar com os seguidores da sua sala e ali a mágica acontece.

A morena de 21 anos se orgulha de produzir conteúdo adulto, “sou muito grata e sei quanto podemos fazer os usuários ver o sexo de forma diferente, nós conduzimos para uma maneira muito mais humanizada”, conta Clara.

“Se eu soubesse que dava para ganhar tanto dinheiro jamais teria mandando nudes de graça. Também nunca imaginei que ia me excitar tanto na internet”. Prazer e faturamento são os dois fatores principais no hobby da estrela.

Hype de youtuber?

Como se não bastassem as transmissões bombando por lá, a gata também se sai muito bem nos quadros do Papo18 Vídeos em parceria com o CameraHot. Junto com a camgirl Josi Mancini, formam uma dupla de apresentadoras e tanto.

Com o bom humor de uma VJ da MTV e pegada de youtuber, podemos ver que as meninas lideram esse lado mais divertido de ser camgirl. No programa, a ideia principal é convidar outras modelos para jogar videogame e, toda vez que alguém perde, uma peça de roupa vai pro chão.

“É produzir conteúdo que seja divertido, exige tempo e criatividade, mas sabemos que temos liberdade para nos expressarmos sem restrições”, fala sobre o processo de gravações.

Se ainda não viu esse sucesso, assista o “Gameplay das Camgirls” no Papo18.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *