Gabriella de Carvalho lembra a importância da Visibilidade Trans

Dia 29 de janeiro é comemorado o Dia Internacional da Visibilidade Trans no Brasil.

a comemoração tem o objetivo de promover conscientização e reflexões sobre direitos a cidadania das pessoas travestis e transexuais ( homens e mulheres trans) e não binárias ( que não se reconhecem nem como homens nem como mulheres). A sociedade é muito carente e ignorante em relacao as informacoes sobre identidade de genero, orientacao sexual e sexo biologico.

O Brasil é o país que tem maior índice de mortes causadas pela transfobia, são mortes violentas, cruéis, que muitas vezes sequer chegam a ser notificadas aos órgãos públicos ou, quando chegam, não observam a verdadeira identidade de gênero das vítimas, em todo o mundo, o Brasil é o único país no qual as pessoas não sabem respeitar o direito das outras. A transfobia (aversão ou discriminação contra a população trans) é uma realidade cruel, que leva as pessoas trans a abandonarem os estudos e enfrentarem dificuldades de inserção no mercado de trabalho. Além do próprio risco de vida.

Em um breve bate papo Gabriella de Carvalho declarou: “Me sinto muito orgulhosa da mulher que sou e da minha coragem de dar a cara para bater em um país que tantas pessoas morrem por não serem “tradicionais”por não seguirem o que seria “padrão”. Ninguém escolhe ser ou não ser trans, a gente já nasce assim. A sociedade precisa estudar sobre identidade de identidade de genero, orientacao sexual e sexo biologico pra ontem, precisamos quebrar esses paradigmas impostos por uma sociedade conservadora que nao e capaz de respeitar o proximo. Minha militância nunca foi por aceitação, eu já me aceito, eu me basto, só quero respeito, atualmente eu tenho minha estabilidade, mas quero ver transsexuais se dando bem na vida como uma pessoa sis, o que eu quero é igualdade diante de qualquer circunstância. Todos nós merecemos respeito e dignidade”.

 

 Identidade de gênero: A Identidade de gênero é o modo como o indivíduo se reconhece: mulher, homem, ou não binário (que não se vê como apenas uma coisa ou outra).

Orientação sexual: A orientação afetiva sexual se refere a quem você sente atração: lésbicas, gays, bissexuais e heterossexuais.

 Sexo biológico: O sexo biológico está ligado à biologia: cromossomos, hormônios, órgão sexual, que pode ser: vagina, pênis. Há também as pessoas intersexuais, que têm características biológicas de ambos os sexos.

Se todos soubessem a diferença e a definição de tudo isso o mundo seria melhor, a sociedade aprenderia pelo ou menos a respeitar e entender, sobre a importância da visibilidade trans.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp