Efeitos especiais em produções audiovisuais impulsionam vendas, aponta especialista em edição Lucas Sena

Lucas Sena

Lucas Sena, artista e editor de audiovisual, afirma que técnicas aprimoradas de edição são a ferramenta mais forte do marketing e da publicidade nas redes sociais

Um vídeo repleto de efeitos pode impulsionar a números exorbitantes as vendas. Um exemplo foi o lançamento do notebook Avell Storm One, neste ano, que registrou alguns milhões em vendas em menos de 24h após ser divulgada a campanha. O computador é voltado aos gamers. O segredo do sucesso foi além do produto em si, mas na forma como foi oferecido ao público: um vídeo repleto de efeitos visuais impactantes que conversaram com o perfil do público.

O autor da edição é Lucas Sena, que desenvolveu o método baseado em trabalho de editores de outros países: o VFX, sigla para Visual Effects. A estética é diferente, com uma paleta de cores própria e efeitos que lembram as histórias em quadrinhos da Marvel mesclados ao estilo cyberpunk, um gênero de ficção científica. “O público está cada vez mais saturado dos vídeos comuns e, por isso, para ter resultados melhores é fundamental investir em produções diferentes, que chamem a atenção”. Segundo Sena, ao aplicar esta técnica em anúncios e clipes a taxa de conversão e visualização aumenta para quase 90%, enquanto vídeos comuns têm taxa média de 30%.

Lucas Sena
Foto: Divulgação

Os resultados do anúncio corroboram a premissa defendida por Sena em seus cursos de que investir em vídeos é decisivo para o sucesso de uma marca na internet.“ As empresas que usam vídeos para divulgação têm 96% mais chances de fechar uma venda do que aquelas que não utilizam este recurso, pois 3 em cada 5 consumidores assistem a vídeos sobre produtos que desejam comprar e 52% afirmam que estes materiais são de grande ajuda na hora de decidir por uma compra”, explica Sena. E quanto mais efeitos visuais, melhor. “Se a sua empresa não atrai novos clientes, ela perde oportunidades de aumentar as vendas. Afinal, quanto mais visitantes na sua loja virtual, maior a chance de convertê-los em clientes reais”, lembra.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp