A nova cara dos evangélicos no Brasil: conectados à internet, influentes nas redes sociais e formadores de opinião

O número de evangélicos no Brasil cresce a cada ano, dados que são confirmados a cada censo. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2010, o Brasil tinha mais de 42 milhões de evangélicos e entre 2002 e 2012, o número cresceu 61,4% no país. Ao mesmo tempo, mais da metade da população brasileira ganhou acesso à internet, tornando os chamados influenciadores cristãos bastante conhecidos.

O perfil do evangélico médio mudou muito nos últimos 20 anos. Se na década de 90 eles eram considerados à margem da sociedade em alguns aspectos por não quererem misturar o profano com o sagrado, evitando ver novelas e programas de TV, hoje eles se apresentam como conectados à internet, descolados, influentes e com uma linguagem contemporânea, fora do estereotipo esperado dos púlpitos e dos templos evangélicos mais conservadores.

O pastor Antonio Junior tem hoje o maior canal evangélico do Brasil no YouTube, que tem o conteúdo voltado para mensagens de aconselhamento, fé e cristianismo. O canal conta com 3,5 milhões de inscritos e mais de 326 milhões de visualizações. Somadas, todas as redes sociais do pastor contabilizam 6 milhões de seguidores, que é uma audiência muito maior do que a alcançada tradicionalmente em um templo religioso.

Antonio Junior e Família/Reprodução / MF Press Global

Segundo o pastor, tudo começou de forma muito espontânea: “Antes eu usava o Facebook para ter contato com os amigos e ao mesmo tempo colocar mensagens de motivação baseadas na Bíblia. Porém, eu percebi que o Facebook estava tomando muito o meu tempo e eu achava que as pessoas não estavam interessadas nas mensagens, já que elas quase não tinham curtidas. Então escrevi uma mensagem anunciando minha saída do Facebook. Mas, para a minha surpresa, muitas pessoas me responderam dizendo que eu não deveria parar de escrever, pois elas estavam lendo e gostando muito. Nunca imaginei que hoje alcançaria essa quantidade de pessoas nas redes sociais, mas tudo eu vejo que foi a confirmação do que Deus revelou para mim”.

Além de ser influente com suas pregações e mensagens que escreve no seu website e nas redes sociais, o pastor também desenvolveu por muitos anos o trabalho de conselheiro em um site de relacionamentos voltados para cristãos evangélicos – o Divino Amor – Maior site de encontros cristãos do Brasil: “Meu objetivo sempre foi de aconselhar, sob a luz das Escrituras, casais em todo o país que buscavam meios de terem um melhor relacionamento com seus parceiros, assim como jovens solteiros que buscavam saber como encontrar a pessoa certa e viver um relacionamento cristão. Nunca imaginei que ia acabar me tornando uma referencia no assunto, já que a maioria das minhas mensagens são sobre batalha espiritual, vida com Deus e devocionais bíblicos, mas sou grato por ter aconselhado milhares de pessoas nesta área tão importante das nossas vidas que é a sentimental”, conta.

Influenciadores digitais cristãos ganham notoriedade

Além do pastor Antonio Junior, nomes como Jonathan NemerPriscila Alcântara e Daniel Araújo (Paxtorzão) despontam em segmentos como música e humor voltado para o público evangélico, mas também transpondo os limites da religião: “o público evangélico cresceu bastante, mas a internet também está nos permitindo alcançar um público que provavelmente não seria alcançado com nossos sermões em cultos nas igrejas. A internet nos mostrou para o mundo e o mundo viu que não somos um monte de pessoas abitoladas e alheias ao que acontece. Estamos integrados à sociedade, mas a diferença é que falamos não so do que vemos, mas das coisas do alto, do porvir, do espiritual, acima do material. Falamos do amor de Deus em tempos crises e discursos de ódio nas redes sociais, e falamos de paz do Senhor em tempos de guerra e estresse”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *