Empresário e cantor Dinho Santos mostra como conciliar música e negócios

Dinho Santos

Tem criança que não sabe o quer vai querer ser quando crescer. Outros sonham ser pilotos de avião, bombeiros, médicos, padres ou cientistas. Dinho desde pequeno já tinha certeza que queria ser músico e já sonhava e se via como participante ativo do cenário musical nacional.

A inspiração musical vinha do pai, empresário e um ser apaixonado por música. Aos dezoito anos, Dinho Santos, nascido em terras do estado do Mato Grosso, na região Centro Oeste do Brasil, deu início a sua carreira musical. Como tantos outros jovens da sua idade, vivendo dentro do universo da música, fundou algumas bandas e fez relativo sucesso. Sucesso suficiente pra receber convites pra fazer parte em projetos de médio e grande porte na área artística.

Com muita determinação e garra tendo como objetivo principal evoluir e crescer como intérprete e instrumentista se empenhou na sua trajetória musical. Os frutos do empenho e determinação colocaram o jovem artista em evidência fazendo com que se destacasse no meio artístico.

Começou a receber convites pra participar de eventos de maiores proporções. Não demorou e estava dividindo o palco fazendo participações em shows de grandes artistas consagrados no meio musical como Arlindo Cruz, Exaltasamba e Délcio Luiz. “Meu Deus. Só queria ficar ali assistindo aqueles monstros”. Lembra emocionado.

Dinho Santos

Cada vez mais era convidado pra fazer aberturas de eventos com artistas renomados como Alexandre Pires, Salgadinho, Sorriso Maroto, Belo e tantos outros consagrados pelo público.

Com isso passou a ampliar seu network e fazer amigos entre aqueles ídolos, antes tão distantes e agora tão próximos, como se conhecesse desde sempre. A experiência ao lado de artistas consagrados trouxe a maturidade. Dinho sabia que tinha herdado do pai o lado empresarial e a veia comercial e tratou de colocar isso em prática se ingressando no “mundo business”.

A essa altura fazia faculdade no curso de Direito. Ciente de seu tino pro mundo dos negócios largou a faculdade de Direito e passou a estudar empreendedorismo. Estruturou alguns negócios, como uma pequena holding chamada BASTIC, que detinha uma participação em pequenos negócios e bens tais como a participação em uma locadora de aparelhos estéticos na cidade de São Paulo e uma clínica de estética na capital do Mato Grosso.

Dinho é facilmente encontrado nas redes sociais no Instagram @dinhosantosj

Tem um sucesso de Zeca Pagodinho que diz que camarão que dorme a onda leva. Seguindo os compassos da música Dinho mais uma vez passou por
algumas mudanças e transformações e mudou de ramo novamente. Dessa vez, vislumbrando outras possibilidades no cenário musical e artístico, fundou a agência 165 entretenimento artístico e produção musical.

A agencia está situada hoje em um dos principais shopping centers da capital do Mato Grosso e já tem o planejamento pronto pra montar uma filial em Jundiaí, São Paulo e outra em Sinop, interior do Mato Grosso.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp